Os benefícios da auditoria para as associações residenciais

Associações residenciais não são condomínios.

Perguntamos ao Marcos Braga, o proprietário da MB7 Auditoria que é contador formado pela Universidade Mackenzie, tem MBA em Gestão Empresarial pela FGV e é membro do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil como a auditoria pode ajudar na gestão de uma associação residencial:

  1. Em geral, quais são as principais diferenças entre uma Associação Residencial e um condomínio? 

    Marcos Braga: Uma Associação Residencial é uma pessoa jurídica sem fins lucrativos, enquanto, um condomínio, embora possua um CNPJ, não é considerado uma pessoa jurídica. As Associações Residenciais, devem cumprir obrigações junto aos órgãos governamentais iguais as empresas em geral, como, por exemplo, ter registros contábeis, algo que é dispensável aos condomínios. Uma Associação é gerida por uma Diretoria, enquanto um condomínio por um síndico. 

  2. Uma Associação Residencial precisa ter Contabilidade?  

    Marcos Braga: Sim. Conforme a Lei 9532/07 as Associações precisam ter registros contábeis. Embora, não é incomum ao iniciar trabalho em um cliente verificar a falta de prioridade e importância dada Contabilidade. 

  3. Quais são os principais problemas identificados durante as Auditorias? 

    Marcos Braga: Falta de prioridade e importância aos registros contábeis; pendências na elaboração das Demonstrações Contábeis; falta de controle do Ativo Imobilizado; pendências de documentos fiscais nos pagamentos; pendências de entregas de obrigações acessórias para Receita Federal; pendências de retenção de impostos nas notas fiscais de prestadores de serviços; pendências de documentos de obrigações trabalhistas das empresas terceirizadas. 

  4. Como a Auditoria pode contribuir para gestão de uma Associação Residencial? 

    Marcos Braga: A Auditoria atuará como uma linha de defesa na identificação de pendências, problemas e riscos, que dará condições para atuação da Diretoria na mitigação desses eventos. A análise independente de um Auditor fortalece o processo de prestação de contas. Também, haverá mais transparência na gestão financeira da Diretoria e mais segurança para aprovação das contas pelos Associados. 

  5. Existem formatos diferentes de Auditoria? 

    Marcos Braga: Sim. A Auditoria poderá ser realizada mensalmente durante o exercício corrente, esse modelo é o ideal para atuação rápida na solução de problemas e mitigação de riscos. Poderá ser realizada em exercícios anteriores para apresentação na Assembleia Geral Ordinária. Também, há a Auditoria com viés mais investigativo a fim de apurar responsabilidades com o objetivo de inicia procedimentos judiciais. 

 

Se você deseja maiores informações, fale com a gente!

Publicações Relacionadas

Repense o fundo de reserva em momentos de crise Fundo de Reserva: Momentos como esse pedem soluções mais criativas A pandemia traz para o mundo a necessidade de se...
Prazo para empresas entregarem a Rais 2017 termina no dia 23 de março O prazo para as empresas entregarem a Relação Anual de Informações Sociais de 2017 (Rais) ao Ministério do Trabalho e...
Você sabe quais são as obrigações acessórias do seu condomínio? Em geral, obrigações acessórias são declarações periódicas onde constam informações sobre a pessoa jurídica. Essas declarações devem ser elaboradas pelos...

Quer receber todas as novidades da MB7?

Assine nossa news e receba diretamente no seu email.




Deixar um Comentário