9 formas de deixar a administração do seu condomínio saudável

Uma administração saudável deixa o condomínio em perfeito funcionamento

Já falamos aqui que um condomínio pode ser comparado ao corpo humano, onde os órgãos devem estar saudáveis e onde tudo deve estar harmônico para o pleno funcionamento.

Para que isso aconteça, algumas medidas precisam ser tomadas e por esse motivo, separamos algumas dicas para que o síndico tenha suporte para desempenhar um excelente papel administrativo.

  1. Ter uma boa base

    Controlar e analisar gastos mensais, principalmente os casos de inadimplência, é fundamental para ter uma administração saudável. Apenas com esse cenário controlado, é possível fazer planos mais ousados, ou novos planos para a moradia.

  2. Ter habilidade e ferramentas

    O síndico precisa ter habilidade para gerir um condomínio e ele pode contar com ferramentas para fazer o seu trabalho da melhor forma. Existem muitas possibilidades na internet, inclusive cursos gratuitos. Outra possibilidade é contar com a auditoria preventiva da MB7.

  3. Saber o correto papel de uma administradora

    A administradora não substitui o papel do síndico, ela serve para executar diferentes tarefas do processo como, por exemplo: recolhimento de imposto, acerto de contas e outras tantas atividades burocráticas.

  4. Fazer previsões realistas

    Ter os pés no chão e apresentar uma previsão orçamentária (PO) realista é fundamental para gerir o condomínio de forma segura e com uma boa base.

  5. Ter atenção ao fluxo de caixa

    Analisar e projetar o fluxo de caixa é importante para avaliar problemas futuros, aliás, a auditoria em condomínios MB7 pode lhe ajudar com a execução dessa tarefa. Lembre-se que condomínios funcionam como uma empresa e esse deve ser um processo recorrente.

  6. Reavalie os prestadores de serviços.

    Avaliar os prestadores de serviço, renegociar valores e contratos, tudo para deixar o fluxo de caixa do condomínio cada vez mais saudável. Outra dica, é fazer a análise dos perfis dos terceiros, isso custa pouco e traz segurança para o condomínio. A MB7 pode lhe ajudar com essa questão.

  7. De olho nos inadimplentes

    Atuar na cobrança dos valores, fazer renegociações e tentar diminuir o impacto das dívidas na gestão do condomínio é fundamental. A inadimplência deve ser sempre revisitada, pois é uma questão bastante delicada para o fluxo de caixa da moradia.

  8. Revise as despesas

    Uma dica muito importante é verificar os gastos e as possibilidades de renegociação e até mesmo diminuição dos valores. Tudo para que a conta do condomínio fique cada vez mais saudável.

  9. Faça uma gestão transparente

    É fundamental que as informações do condomínio estejam sempre disponíveis para os moradores e que o síndico esteja disposto a tirar dúvidas e dar explicações sobre o andamento de todas as questões da moradia. Uma forma de fazer a gestão de forma transparente, é contar com os serviços de auditoria em condomínios. Temos diferentes formatos de atuação para contribuir com uma administração ainda mais transparente e saudável.

Fale com a gente.

Publicações Relacionadas

Fique atento à entrega da DIRF 2020! Entrega da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte – DIRF 2020 Hoje foi publicada pela Receita Federal...
Tecnologia e Relacionamento Confira artigo de Carlos Borges, vice-presidente de Tecnologia e Sustentabilidade do Secovi-SP, publicado no Estadão de 12/11 Os próximos dez...
Nova legislação do trabalho entra em debate nos prédios São muitas as mudanças na legislação e elas ainda não foram assimiladas pelo setor, aponta especialista As primeiras assembleias-gerais deste...

Quer receber todas as novidades da MB7?

Assine nossa news e receba diretamente no seu email.




Deixar um Comentário